Dicas para ajudar o seu filho a estudar melhor

“A educação não pode ser delegada somente à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.”

Içami Tiba

O envolvimento dos pais na vida escolar dos filhos é fundamental para o desempenho deles. Um apoio parental incentiva muito para que eles se desenvolvam. É importante notar onde existe alguma dificuldade e ajudá-los a solucionar esse problema.

Não os force. O ideal é criar uma rotina, diversificar as formas de aprendizado e deixar seu filho confortável com os estudos. 

Separamos uma lista com dicas que podem te mostrar como apoiar e ajudar nos estudos.

1- Seja participativo

Um filho deve ser criado para encarar o mundo sozinho. Mas isso não significa que você não possa estar ao lado, apoiando e incentivando cada passo. Tente participar, ao máximo, da vida escolar de seu filho. Procure saber os conteúdos que estão sendo estudados, veja com professores se está tudo dentro da normalidade.

2- Converse com seu filho

Alguns pais e mães levam conversas da forma mais básica possível. Procure conversar de verdade, ter um vínculo. Mostre que é um porto seguro e vai estar com seu filho independente do que aconteça – ou da nota tirada. Estimule a confiança.

Uma boa estratégia é tirar um tempo durante a semana só para vocês dois. Encontre um programa que lhes agrade e que ambos se sintam confortáveis. Vocês podem ir a uma lanchonete, passear no parque. Isso é muito importante, também, para o desenvolvimento da personalidade da criança ou adolescente.

3- Forme uma rotina

Rotinas são importantes para crianças e adolescentes. Estabeleça uma rotina em que seu filho não fique sobrecarregado. Estipule um tempo para estudar e um tempo para lazer.

Desta forma, seu filho percebe que estudar aos poucos pode ser mais efetivo do que estudar tudo de última hora, apenas decorando o conteúdo para as provas. O tempo de lazer entra na questão de que uma pessoa tem deveres, mas também precisa de momentos que possa curtir o que gosta, descansar. Não fica uma rotina massiva.

4- Seja um exemplo

Filhos, geralmente, pegam hábitos dos pais. Sendo assim, tente ler constantemente, ouça podcasts informativos, veja vídeos de diversos conteúdos. Uma pessoa pode absorver conhecimento de várias maneiras e é interessante que o seu filho saiba que o aprendizado não está apenas em forma de livros da escola.

Você, mantendo esse tipo de hábito, pode influenciar para que seu filho sempre encontre uma maneira 

5- Tente diversificar

As pessoas tiram lições de experiências vividas. Por isso, é interessante buscar por situações em que seu filho poderá aprender com elas. Você pode levá-lo a um museu, ao cinema, a parques, até a praia. Tente enxergar como o conteúdo que ele ou ela está estudando pode se encaixar no dia a dia e mostre.

6- Tenha um “cantinho do estudo” em casa

Em alguns lares, isso não é possível. Mas, se puder, deixe um espaço na casa dedicado aos estudos do seu filho. Deve ter uma mesa, uma cadeira confortável e ser super silencioso.

Se existir a possibilidade desse cantinho, peça ajuda ao seu filho para decorar. Talvez, ele se sinta mais motivado em estudar ali. Caso não tenha espaço em seu lar, no momento de estudar da rotina de seu filho, deixe a casa o mais calma possível. Sem barulhos de televisão, música, risadas etc.

7- Evite cobranças demasiadas

Você não quer que seu filho vá mal nos estudos, mas cobrar a perfeição pode gerar uma pressão desnecessária na cabeça da criança ou adolescente. Todos temos afinidades com certas matérias e alguma dificuldade com outras. É normal!

É interessante estabelecer metas e recompensas para que ele ou ela se motive. Contudo, cobrar constantemente apenas notas 10 pode fazer com que seu filho tome o caminho contrário. 

8- Tudo bem pedir ajuda

Crianças e adolescentes estão em fase de desenvolvimento. Estão aprendendo sobre o mundo e sobre eles mesmos. Começam a entender as áreas que mais gostam e a pensar em seus futuros.

Dentro dos estudos, é possível que haja algumas dificuldades em matérias específicas. Se você já tentou ajudar e não obteve sucesso, está tudo bem! Pode ser que um professor particular ou monitor seja necessário.

Algumas crianças e adolescentes também têm dificuldades por outros motivos, além da afinidade com a matéria. Para isso, pode-se buscar orientação psicológica. Nesta fase da vida, tudo é uma nova descoberta e muito intenso. Profissionais podem auxiliar nesse desenvolvimento, deixar um pouco mais cômodo.

Não sinta culpa. Psicólogos, psicopedagogos e professores particulares têm estudos e prática para lidar com isso. Você não é menos pai ou mãe por precisar de um auxílio profissional. Na verdade, te torna uma pessoa responsável.

Caso precise buscar por profissionais específicos, podemos te ajudar.  A Trampa tem um aplicativo que conecta quem quer contratar e quem quer trabalhar. Você pode buscar por diversos tipos de profissionais, como psicólogos ou professores particulares. É só colocar a sua demanda, que os candidatos entram em contato via aplicativo. A contratação é rápida, fácil e sem burocracias. Tudo na tela do seu celular.

Baixe nosso aplicativo.