bar-restaurante-fase-vermelha

Como continuar vendendo em Bares e Restaurantes na fase vermelha do PlanoSP

Introdução

O Brasil está passando pela pior fase – até agora – da pandemia da Covid-19. Sendo assim, alguns governadores, como João Dória, de São Paulo, instauraram fase vermelha com restrições mais rígidas. Isso afetou diretamente o setor alimentício. 

É um período de extrema instabilidade e incerteza. Para que seu estabelecimento, seja bar ou restaurante, não fique no prejuízo, a Trampa reuniu algumas dicas que você pode pôr em prática durante esse momento.

Decreto – SP

Vamos abordar as regras do decreto do estado de São Paulo. Caso você seja de outro estado, se atente aos detalhes do decreto que o seu governador publicou.

Entre os dias 06 a 19 de março de 2021, o estado estará em fase vermelha da pandemia. Apenas atividades essenciais poderão funcionar.

  • Funcionamento de atividades da alimentação como: supermercados, hipermercados, açougues, padarias, lojas de suplemento, feiras livres estão permitidos, mas é proibido o consumo no local;
  • Restaurantes e similares: não poderão abrir para consumo no local, mas poderão seguir com delivery, drive-thru ou retirada no balcão.  
  • Bares: devem permanecer fechados. Os bares que vendem comida seguem as mesmas indicações de restaurantes.

Divulgue os seus serviços 

Use os canais disponíveis – como as redes sociais – para anunciar aos seus clientes como podem realizar os pedidos para delivery ou retirada. Comunique de quais formas  você está atendendo. Utilize bastante os canais disponíveis para mostrar ao cliente as medidas que o estabelecimento está tomando.

Ensine por vídeos ou prints como o cliente pode fazer o pedido por esses meios. Você pode disponibilizar isso através de sua lista de transmissão do Whatsapp ou publicar em suas redes sociais.

Deixe claro como o seu sistema de delivery funciona. Se for o caso, mostre como é feita a retirada no balcão. Como o cliente deve fazer o contato inicial desse processo e como ele poderá receber o seu produto.

Delivery

O delivery é a opção mais viável, no momento. Muitas pessoas, em situação de home office ou por preocupação em se isolar e se proteger, optam por  por conta de toda a pandemia, se acostumaram a receber seus pedidos em casa. É uma opção prática para o estabelecimento e confortável para o cliente.

Existem canais variados para que você atenda o seu público. Se você ainda não disponibiliza canais virtuais para venda, talvez seja o momento de criar um.

  • Telefone – com a criação  dos canais digitais, ligar em um restaurante para fazer o pedido se tornou uma prática incomum,. mas ainda existem clientes que preferem este meio de contato. O ideal é que você disponibilize um número próprio para tele-entregas e esteja sempre atento à cada chamada. Posicione o aparelho em um lugar próximo e de fácil acesso ao responsável pelo atendimento. A primeira boa impressão vem da agilidade e qualidade ao atender.
  • Whatsapp – opte por ter uma conta de Whatsapp Business. Ele tem funções que são extremamente úteis em horários de pico, como informações sobre o negócio e mensagens automáticas, que podem agilizar o pedido do cliente. Estabeleça padrões de comunicação automatizadas e quando o atendimento for guiado por um atendente, preocupe-se com o bom tratamento a quem está atendendo. Faça com que seu cliente tenha a mesma experiência positiva em ser atendido em uma mesa do seu estabelecimento.
  • Mensagens de Instagram e Facebook – não são muito funcionais, mas são opções. O cliente pode fazer o pedido através do inbox de sua página ou perfil comercial. Caso você não queira que este seja um meio de contato para esta finalidade, informe com clareza em sua página quais são os únicos canais de atendimento delivery.
  • Apps de delivery – aplicativos como UberEats, Rappi e IFood são muito úteis em divulgar restaurantes e similares. Em alguns deles, você não vai ter um controle sobre o entregador. As taxas, principalmente para pequenos negócios, podem ser um pouco salgadas. Contudo, segue sendo uma das melhores formas de entregar o seu serviço para diversas pessoas interessadas e que funciona. O estabelecimento tem um alcance maior para pessoas da região que nunca repararam nele. Você pode ganhar muitos clientes novos a partir dessa maior exposição. 
  • Plataforma própria – é um pouco improvável – mas não impossível – que você crie uma plataforma própria tão rápido. Se você conseguir ou já tiver uma, é uma grande opção. Divulgue essa plataforma em suas redes sociais ou quando algum cliente te mandar mensagem. O maior benefício é a redução de taxas em relação aos apps de delivery. 

Estruture uma forma de takeaway segura

A retirada no balcão – ou takeaway – pode ser um pouco mais complicada do que a entrega, pois possui um contato mínimo com o cliente. Implemente protocolos de segurança e higiene para que você, sua equipe e o cliente permaneçam protegidos. 

O cliente não pode passar muito tempo no seu estabelecimento, então monte uma estrutura no salão para que tudo seja feito da forma mais rápida possível. Uma opção pode auxiliar é oferecer o pagamento via aplicativo ou por aproximação de cartão. Isso reduz o tempo do cliente em seu local e deixa o processo mais ágil. 

Soluções criativas

Em momentos de crise, a criatividade precisa vir à tona. É preciso considerar diversos aspectos do estabelecimento e adequá-los à situação atual. Desenvolva campanhas, promoções e até mesmo diferenciais no cardápio que chamem à atenção do seu público e que atraiam uma nova clientela.

Estoque

O estoque de serviços alimentícios é perecível. Provavelmente, a maior parte das coisas que você tem não durarão por duas semanas. Uma opção é criar novos pratos ou combos com os ingredientes que tem em grande quantidade.

Faça promoção desses combos ou pratos especiais, principalmente se você vender em plataformas que não cobrem taxas do estabelecimento. Caso seja viável, uma ideia é oferecer frete grátis das entregas desse produto especial.

Essa ideia é interessante para inovar um pouco o cardápio e realizar pequenos testes sobre novos produtos. Se tiver uma boa saída, você pode incluir a novidade no seu menu.

Vouchers

Algo que foi uma tendência na quarentena inicial, em 2020, foi a venda de vouchers antecipados. Muitos donos de restaurantes e bares estão incertos se conseguirão pagar os funcionários, fornecedores, aluguel etc. Sendo assim, vendem um voucher de determinado valor para que o cliente consuma mais do que aquilo após o período de restrição.

Por exemplo, o seu cliente compra um voucher de 50 reais. A partir do dia 19, ele poderá consumir 70 reais em seu estabelecimento. É uma forma que clientes fiéis podem ajudar o restaurante ou bar, no momento e terem um benefício depois.

Experiência do cliente

Estamos na era da experiência do cliente. As pessoas são influenciadas pela experiência de outras. O ideal é deixar a experiência do seu cliente o mais agradável possível.

Se preocupe com a montagem do prato, do pacote de delivery, peça ao entregador para ter muito cuidado. Uma dica, que não vai lhe custar muito, é escrever bilhetinhos de agradecimento e positividade e colocá-los com a entrega.

Todos estamos passando por um período difícil e de incertezas. Você pode transformar o dia de alguém apenas demonstrando cuidado. É possível que isso fidelize alguns clientes, também. 

Esperamos que fique tudo bem!

A Trampa espera que você consiga passar por esse período de restrições sem perdas. Agora, é um momento de resguardo, mas não podemos parar de trabalhar. Cuide de você, da sua equipe e de seus clientes. Mantenham os protocolos de higiene e segurança, e continuem suas vendas.

Quando a demanda do seu bar e/ou restaurante aumentar, e nós sabemos que vai, , pode contar com a Trampa. Em nosso aplicativo, você encontra diversos profissionais sob demanda para trabalhar nos períodos e funções que você precisar. A busca e o contato com o trabalhador são feitos pelo app. Rápido, fácil e sem burocracias. Você paga pelas horas trabalhadas, sem vínculo empregatício.

Baixe o aplicativo da Trampa. Disponível para iOS e Android.